Uncategorized

Japanese Whispers

Depois de tanto esperar, chegaram os tecidos japoneses à Ovelha.
São todos 100% algodão e variam na largura que têm.

Além dos tecidos chegaram galões, fitas e botões.

 

 

Chegou também o novo fio da Rowan – Belle Organic DK. Este fio é composto por 50% lã orgânica e 50% algodão orgânico. Um fio criado de forma ecologica e socialmente responsável, sem uso de pesticidas ou fertilizantes químicos.
É muito suave ao toque e as cores que são muito ricas e alegres, foram escolhidas pela designer americana Amy Buttler que já trabalha com a Rowan no design de tecidos.

Cada novelo de 50 gramas tem 120 metros com uma tensão de 22 malhas e 30 carreiras para tricotar um quadrado de 10 por 10 cm em agulhas número 4.

Juntamente com o fio, saíu uma publicação que se chama Midwest Modern Knits, com modelos criados pela Amy Butler.


Posted in Uncategorized | Comentários fechados em Japanese Whispers

Patrícia Costa e Jubela

A Ovelha está mais bonita.

É com muito prazer que temos no nosso espaço uma pequena intervenção da Patrícia Costa com um dos seus figurinos e que está para venda.

A Patrícia é uma artista muito ecléctica e sensível, ao mesmo tempo desconcertante na forma surpreendente com que mistura texturas, materiais, criando peças de incrível beleza. A sua expressão artística abrange áreas distintas como a fotografia, o figurinismo, a dança, o design gráfico ou a interpretação.

“O meu trabalho tem por si um registo bastante artesanal. A procura de materiais usados. Pormenores com histórias por desvendar. Objectos gastos pelo tempo. Texturas que nos aguçam a curiosidade. São tudo pontos de partida na tentativa de obter alguma autenticidade naquilo que faço, perfurando tradições, criando e aproveitando imperfeições tão necessárias ao processo. O erro e a história podem ser preciosos elementos!
É nesta mistura do tradicional que me vejo dando sempre um carácter com alguma contemporaneidade. Um trabalho que se vai construindo, que se vai montando, entre linhas e panos, objectos formes e disformes. Procuro viviosamente aproveitar coisas que já existem, sendo a vertente da reciclagem ou re-use um factor permanente nas minhas propostas.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Temos outra nova presença muito bonita por aqui, algumas peças cheias de vida da Jubela, uma bela Joana que fiquei muito feliz por conhecer nos encontros da Casa da Horta. Coincidência interessante porque a tinha contactado uns dias antes…Lindo!

 

Posted in Uncategorized | Comentários fechados em Patrícia Costa e Jubela

Benefícios de tricotar

Obrigada Filipa pela fantástica foto! Ainda melhor porque o saquinho de tricot com gatos que está no chão é igual ao meu…

Com esta foto, lembrei-me de escrever sobre os benefícios do tricot.

É sempre bom sabermos que algo que gostamos muito de fazer, nos faz tão bem.

Anteriormente acontecia-me com a dança, agora com o tricot.

Existem vários estudos que falam dos benefícios para a saúde de tricotar. Os movimentos repetitivos que efectuamos provocam uma sensação de relaxamento no corpo que ajuda a aliviar o stress, a ansiedade,  a depressão, baixam a pressão sanguínea e ajudam inclusive a gerir a dor crónica.

Médicos explicam que tricotar altera a química do cérebro, no sentido que diminui a libertação das hormonas do stress e aumenta os níveis de serotonina e dopamina, que provocam o bem-estar. (Será por isso que estou viciada?). Muitos falam que esses movimentos repetitivos activam as mesmas partes do cérebro que a meditação e o yoga.

Penso que sentirão a mesma coisa: tricotar ajuda-nos a conectar com nós mesmos. Numa altura em que estamos tão virados para as solicitações exteriores, o momento em que tricoto é também um momento de encontro comigo.

Tricotar ajuda-nos a ser pacientes, tricotar toma o tempo. Tricotar é um acto criativo e é generosidade de horas passadas ao redor de uma peça que vai ser oferecida.

Em relação às crianças existem múltiplos benefícios também. Ainda me cruzo com várias  pessoas de mais idade que aprenderam na escola técnicas de tricot, mas isso deixou de acontecer nas nossas escolas.

Nas escolas Waldorf integram o tricot no que equivale ao nosso 1º ano do 1º ciclo. Tricotar aumenta a interacção entre o lado direito e esquerdo do cérebro. Tricotar faz-nos seguir esquemas, desenvolve a motricidade fina que mais tarde vai ser tão solicitada. O tricot também faz uma óptima parceria com a matemática, pois dá-nos uma concretização prática da adição e da multiplicação. Além disso tem muito de resolução de problemas e lógica.

Amanhã vai baixar a pressão sanguínea e altos níveis de bem-estar vão acontecer no café Magnus. Encontro das tricotadeiras acontece amanhã pelas 3 da tarde.

Vou lá estar!

Posted in Uncategorized | Comentários fechados em Benefícios de tricotar

Tricotadeiros

Deixo aqui um pequeno registo de tricotadeiros, estes um pouco mais conhecidos que nós a tricotar. Vamos ver então…

Sufjan Stevens, o músico tricota.

A lindíssima Audrey Hepburn, tricota no filme Beakfast at Tiffany’s no papel de Holly Golightly. É curioso porque penso que no livro do Truman Capote que deu origem ao filme não é feita nenhuma referência ao tricot.

E falando em filmes, no Brokeback Mountain do Ang Lee (sim, adorei o filme…), Alma del Mar (Michelle Williams), aparece também a tricotar.

E no Fargo, dos irmãos Coen (sim, também adorei…), Jean Lundergaard (Kristin Rudrud) tricota antes de aparecerem os raptores contratados pelo seu marido.

Katherine Hepburn, Bette Davis, Judy Garland tricotavam.

Hilary Swank, Julianne Moore e Uma Thurman também.

Na Maldição do Coelhomem dos estúdios Aardman (o mesmo da Fuga das Galinhas), Gromit aparece a tricotar. A não perder caso não tenham visto ainda.

E não resisti a colocar esta deliciosa fotografia antiga. Daqui a muitos anos hão-de olhar para nós da mesma forma.


BONS TRICOTS!

Posted in Uncategorized | Comentários fechados em Tricotadeiros